você está na página Início » Blog » 3 dicas para as marcas atraírem a geração Y da QuasarStudio

3 dicas para as marcas atraírem a geração Y

3 dicas para as marcas atraírem a geração Y

A geração Y também chamada de millennial, pode ser um grande desafio para as marcas.

É difícil definir a melhor estratégia diante dos jovens nascidos entre 1987 e o começo dos anos 2000 (não há consenso sobre a data exata que separa essa geração de outras).

Essa geração viveu, na infância e adolescência, grandes mudanças de paradigma se tratanto do mundo digital, das Redes Sociais e das novas tecnologias.

Mas três conselhos podem dar um bom indicativo para as empresas que precisam abandonar uma marca ultrapassada e datada e criar um branding focado nessa geração e no futuro.

As dicas são do especialista Jonathan Long, fundador e CEO da Market Domination Media, e foram publicadas no site da Revista Entrepeneur.

Confira:

1. Promova sua marca entre influenciadores do meio digital

Muito do consumo dessa geração vem das mídias sociais. Eles estão sempre conectados ao Facebook, Instagram, Snapchat, Twitter. Ali eles recebem tudo: dicas, informações, conteúdos diversos.

Portanto, uma pessoa influente no mundo digital, com seus milhões de seguidores, é um caminho essencial para chegar a esses jovens.

Segundo uma pesquisa da Kissmetric, 93% dos membros dessa geração já fizeram uma compra baseada na dica de um amigo ou conhecido. Desses, 89% confiam mais na dica de uma pessoa que na dica vinda diretamente da própria marca.

2. Crie anúncios que pareçam nativos

Os millennials são imunes à publicidade tradicional. Segundo o HubSpot, 84% deles não confiam nessas propagandas. Ou seja, elas já não são mais efetivas.

A saída é criar anúncios que não pareçam anúncios. Publicidade nativa, publieditoriais, anúncios a partir de branded content. Tudo isso ajuda a não espantar o jovem da geração Y – que não gosta de propaganda descarada e forçada na sua cara.

3. Crie sistemas de recompensas

A estratégia de criar recompensas funciona bem. Por exemplo: um app que, após ser baixado ou comprado, oferece uma promoção ou desconto.

Aquela ideia de “compartilhe” ou “engaje seus amigos” para ganhar também é uma boa saída.

A maioria está disposta a compartilhar algo nas redes sociais se isso trouxer algum benefício. Claro: eles só compartilharão serviços de qualidade.

Fonte: Exame.com